sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Churras II, a missão

Como vocês pediram, aí vai a história do churrasco...



Chegamos lá tranquilos, eu e o lindo. O encontro foi bom, não tinha muito pq ficar encanada como eu estava mesmo. A galera perguntou até que de uma maneira bem fina e elegante sobre o casório - até fiquei orgulhosa da finesse do povo.

Lógico que no final a galera estava bem lokah e tinha umas que me abraçavam além do recomendado, dizendo que eu era linda e especial. (Nessas horas ngm lembra das brigas ao longo do curso, né?).

No geral, os amigos que sabem que vão ser convidados só queriam saber quando receberiam os convites e quando vai rolar a lista de presentes. Eu, como sou a primeira a casar da galera, tenho sempre que explicar que a lista de presentes rola depois dos convites, sempre.


Ok, nem foi tão traumatizante.

Eu, como sempre, fiquei superpreocupada a toa (duuuh).

Meninas, amanhã eu conto como será nossa ultrahiperdiferentemegablaster cerimônia. O noivo está pensando nela. Ele cuida da cerimônia e eu, da festa!

beijos

3 comentários:

Noiva Mari disse...

Rsss ... ahh quando o povo fica sabendo que vai ter casamento, aparece melhores amigos de infancia de tudo quanto é lado. rssss.
Mass temos que levar numa boa, ter muita paciência.

rsss

Beijos

Carol e Marcus disse...

Concordo com a Mari... e acaba ficando super difícil depois pensar na carinha dos que não serão convidados! Ó missão difícil! rsrsrsrsrs

bjinhus

Noivinha Aline disse...

Mari flor...

Os convidados são uma historia a parte mesmo... é complicado escapar das pessoas no casamento, eu enfrento isso diariamente...

Mas tudo se acerta ;-)

Bjinhos